Carta Aberta do Fórum Acadêmico de Saúde à XII Conferência Municipal de Saúde

09/12/2013 12:59

Salvador-Ba, 08 de dezembro de 2013

 

      

        O Fórum Acadêmico de Saúde da Universidade Federal da Bahia (FAS - UFBA), espaço de diálogo e articulação de todos os estudantes, diretórios e centros acadêmicos de saúde, juntamente com o Diretório Central dos Estudantes (DCE-UFBA), realizou na última quinta-feira, cinco de dezembro de dois mil e treze, no espaço de convivência do Diretório Acadêmico de Enfermagem Frederico Perez da Universidade Federal da Bahia, uma reunião ampliada tendo como pauta a XII Conferência Municipal de Saúde. Estando presentes nesta representantes dos cursos de Medicina, Enfermagem, Psicologia, Odontologia, Nutrição, Ciências Sociais e História da Universidade Federal da Bahia (UFBA); E representantes dos cursos de Medicina, Odontologia e Psicologia da Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP).

 

        Não há como falar e pensar a Conferência, importante espaço de controle social do SUS, sem contextualizá-la historicamente. Sem falar da luta daquelas e daqueles que dedicaram boa parte de suas vidas na tarefa de se fazer reconhecer saúde, de fato, como direito. Nossa missão é dar continuidade a essa luta. Esses, aos quais nos referenciamos, e reivindicamos como leito histórico, deram o exemplo pedagógico, que muito mais do que criticar, era preciso passar à ação. Foram capazes de nos mostrar que saúde é muito mais que ausência de doença. É, entre outras coisas, ter liberdade para dizer o que queremos para nossas vidas. Sendo assim, um povo saudável, é um povo com autonomia para dizer o que deseja para seu país. Seja na forma de fazer saúde, seja em qualquer outra esfera da política.

 

        Desta forma, a lei de controle social do SUS se mostra como uma façanha fenomenal. Uma verdadeira trincheira para os lutadores e lutadoras do povo avançarem nas conquistas de direitos. Infelizmente essa trincheira não tem sido aproveitada em todo seu potencial. Os atores sociais com a clareza de um projeto de saúde verdadeiramente democrático e popular, têm priorizado outros espaços, que também guardam importância. Naturalmente, seja pela falta de força social do povo organizado, seja pelos atentados contra a constituição e as demandas populares, os Conselhos e Conferências de Saúde têm se tornado palco de interesses privados e corporativos, deixando de lado o compromisso com um sistema de saúde verdadeiramente universal, integral e equânime. Isso quando não são atropelados pelas gestões governamentais em vigência.

 

        Tendo clareza dessa conjuntura, e da necessidade de avançar na organização popular, a começar pelo meio estudantil, o Movimento Estudantil de Saúde se propõe a endossar o campo que continua na luta pela Reforma Sanitária Brasileira, estando a aberto a parcerias com os atores sociais que partilham da mesma necessidade de mudanças.

 

        No bojo dessa discussão, nós do FAS, Movimento Estudantil de Saúde aqui representados pelas entidades anteriormente citadas, entendemos a necessidade de pautar uma Rede de Atenção Básica verdadeiramente universal, integral e equânime para o município de Salvador, e vemos a conferência como espaço de articulação e construção disso.

 

        Desse modo apresentamos os pontos, retirados nesta reunião, que serão por nós defendidos na Conferência:

 

●      Ampliação da capacidade instalada da rede SUS com foco na atenção primária em saúde.

 

●      Plano de carreira do SUS para os profissionais atrelada à formação (continuada) em saúde com parceria da gestão com as instituições de ensino superior (IES).

 

●      Imediata nomeação dos classificados no concurso (edital 01/2011) da Prefeitura de Salvador.

 

●      Diminuição progressiva do investimento público no setor privado.

 

●      Fortalecimento e expansão da Rede de Saúde Mental em Salvador.

 

○    Articular com o governo estadual o imediato cumprimento da portaria 148º/2012, garantindo a criação de leitos em hospitais gerais para assistência a crises decorrentes do uso de álcool, crack e outras drogas.

 

○    Apoio ao Distrito Sanitário Especial Indígena da Bahia (DSEI) para aprimoramento da promoção da saúde indígena, tanto na capital baiana quanto nos municípios do interior do estado; Bem como, a criação e implementação da Rede de Saúde Mental Especializada para a mesma população.

 

●      Fortalecimento das equipes multidisciplinares nas unidades de saúde.

 

●      Fortalecimento do matriciamento, integrando a rede de saúde mental com atenção básica, e do sistema de referência e contra-referência.

 

●      Garantia da maioria absoluta (dois terços) do investimento público em saúde na rede SUS de Salvador.

 

●      Ampliação e fortalecimento do vínculo entre as instituições de ensino superior (IES) e as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde na formatação dos campos de prática.

 

○    Criação de comissões de campo de prática com participação de estudantes, servidores e docentes.

 

○     Implantar e estruturar programas, como o Programa de Integração Ensino-Serviço-Comunidade (PIESC).

 

●      Abertura da rede municipal SUS para estágios de vivência e atividades de extensão.

 

●      Fortalecer e estimular os conselhos locais e distritais através das mídias de massa com articulação dos movimentos sociais da saúde.

 

●      Transparência e fiscalização das fundações que mantêm contratos de gestão na área da saúde com a Prefeitura de Salvador.

 

 

        O Movimento Estudantil está articulado e pronto para lutar pelo que julga certo para a melhoria do SUS em Salvador. É com esse espírito de união que convocamos a todos os setores da sociedade civil organizada para juntarem-se a nós na construção de um sistema de saúde verdadeiramente universal, público e de qualidade!

 

        Atenciosamente,

 

 

Fórum Acadêmico de Saúde da UFBA

Diretório Acadêmico Pirajá da Silva da EBMSP

 

[RESULTADO DA PRIMEIRA FASE DA VIII SEVI-SUS UFBA]

Agradecemos e parabenizamos a todas e todos estudamtes que se inscreveram na VIII Semana de Vivências Interdisciplinar no Sistema Único de Saúde. Nós, do Fórum Acadêmico de Saúde e do Diretório Central das e dos Estudantes, estamos muito felizes que tantas(os) estudantes tenham se colocado para participar deste importante espaço de formação.

Infelizmente, não temos plenas condições de levar todos(as) para a vivência, mas convidamos as pessoas inscritas neste processo, e também demais estudantes, a participarem e construírem o FAS-UFBA, espaço de articulação e lutas conjuntas dos estudantes da saúde, bem como aos seus Diretórios e Centros Acadêmicos e contamos com a participação dos que não foram selecionados na futura IX SEVI-SUS/UFBA!

Como consta em nosso calendário do Edital, lembramos que as entrevistas acontecerão de 17 a 22 de Agosto (Quinta à Terça). Além disso, dia 24 de Agosto também teremos a PRÉ-SEVI, que é um espaço preparatório para as(os) viventes, mas aberto e bem-vindo a quem se interessar em participar!

Adriana Silva Santos – Psicologia

Ailson Da Silva Costa – Bi Saúde

Alcione De Almeida Silva – Bi Saúde

Alef Amorim Moniz – Bi Saúde

Alexia Bruna Santos Gonçalves – Enfermagem

Aline Teixeira Nunes – Enfermagem

Amanda Oliveira Costa Dos Santos – Fisioterapia

Amanda Sampaio Ribeiro – Medicina

Amanda Santos Bispo – Nutrição

Ana Carolina Dos Santos Borges – Administração

Ana Clara Nogueira Mororó – Bi Humanidades

Ana Flávia Dos Santos Côrtes – Fonoaudiologia

Ana Paula Gomes Coqueiro – Fonoaudiologia

Andressa De Souza Leite – Enfermagem

Andrêssa Silva Nascimento – Bi Saúde

Bruna Costa Sampaio – Farmácia

Carla Polyana Oliveira Silva Bernardes – Farmácia

Carlos Gibran De Souza Cerqueira – Bi Saúde

Carolina Monteiro Da Silva Ferreira – Psicologia

Caroline Da Mota Carneiro – Bi Saúde

Caroline De Jesus Souza – Serviço Social

Cleiton Gaudêncio Vieira Dos Santos – Bi Humanidades

Daiane Santos Ribeiro – Bi Saúde

Daniele Dos Santos Vivas – Fonoaudiologia

Danielle Evelyn Brasil De Jesus – Serviço Social

Drielle Da Silva Santos – Psicologia

Edimarcos Dos Santos De Satel – Nutrição

Elisane Silva Dos Santos – Farmácia

Ellen Santiago Santana – Enfermagem

Émile Assis Rosas De Oliveira – Farmácia

Eudete Cleide Araújo Do Amaral - Ciências Biológicas

Fabiana Oliveira De Araújo – Bi Saúde

Flávia Daiane De Lima Carneiro – Odontologia

Gabriela Amaral Azevedo – Enfermagem

Gabriela Amaral Azevedo – Enfermagem

Gilda Rocha Dos Reis Neta – Odontologia

Guilherme Santos Lima - Administração

Hevilla Pereira De Oliveira – Psicologia

Ináira Gomes De Oliveira – Med. Veterinária

Isabela Dantas Bittencourt De Queiroz – Med. Veterinária

Itana Nascimento Brito Da Silva – Nutrição

Joadson De Santana Brandão – Bi Saúde

João Gabriel Lima Modesto Pereira – Bi Saúde

Júlia Campos Câmara – Bi Saúde

Julia Pinto Malvar De Menezes – Bi Saúde

Júlio César Marinho Santos – Serviço Social

Julio Costa Brito – Bi Saúde

Jullie Souza De Santana Santos – Med. Veterinária

Kedryn Cerqueira Cardoso – Fonoaudiologia

Lara Rocha Barreto – Serviço Social

Larissa Andaraci Cordeiro Lopes – Farmácia

Letícia De Oliveira Menezes – Bi Humanidades

Lindines Dos Reis Figueredo – Fisioterapia

Lorena Olívia Almeida Santos – Enfermagem

Lydia Katharina Guedes Gama Santos – Bi Saúde

Manuelle De Souza Barreto – Bi Saúde

Marcos Vinícius Santana Dos Santos – Psicologia

Maria Do Carmo Silva Araujo – Enfermagem

Maria Flores De Carvalho – Bi Humanidades

Maria Gabriela Marques Freire Santos – Bi Humanidades

Mariana Lavine Godinho Tavares – Serviço Social

Mariane Carvalho De Souza – Nutrição

Marina Nascimento Correia Soares – Bi Saúde

Marizete Soares Da Rocha – Psicologia

Matheus Nascimento Santos – Fisioterapia

Maximiliano Sales Otremba – Psicologia

Mayara Ferraz Lopes – Fonoaudiologia

Milena Amorim Dos Santos – Bi Saúde

Mirella Sobral Santos - Educação Física

Monique Tailane Alves Santana – Nutrição

Murilo Chaves Silva – Odontologia

Nicole Alicia Leal Caucotto – Nutrição

Odonilton Lima Lemos – Bi Saúde

Paulo Jorge De Souza Vianna – Saúde Coletiva

Paulo Roberto Dias De Souza - Educação Física

Rafael De Oliveira Santos – Bi Saúde

Rafaela Dos Santos Pimenta – Bi Saúde

Rafaela Magalhães Monteiro – Bi Saúde

Rafaelli Pereira Santos – Enfermagem

Raiza Calasans Modesto – Serviço Social

Rayane Kele Lima De Almeida – Bi Saúde

Regiane Teixeira Dos Santos – Fisioterapia

Renata Pereira Lemos Trindade – Nutrição

Rodrigo Alves Menezes Sanches – Odontologia

Rose Carla Ferreira De Menezes – Nutrição

Sara Cristina De Souza Santos – Serviço Social

Stefane Smith Freire Le – Nutrição

Stephanie Dos Santos França – Fonoaudiologia

Taiane Santana Bomfim – Fisioterapia

 Tause Isbaltar – Fisioterapia

Thaís De Oliveira Pereira – Bi Saúde

Thalia Cristine Novaes De Vasconcelos – Fonoaudiologia

Thâmara Da Silva Mamona  – Farmácia

Thiago Santos Cunha – Bi Humanidades

Vanessa Da Silva Gomes – Nutrição

Vanessa Santos Do Monte – Bi Humanidades

Verena Dos Santos – Serviço Social

Yalle Costa E Silva  – Enfermagem

Contato

Fórum Acadêmico de Saúde (FAS) Facebook: Fas Ufba
Página: FAS Fórum Acadêmico de Saúde da UFBA
fas.ufba@gmail.com